Marés

Uma vida ao ritmo das marés

A vida aqui nas Quirimbas é feita consoante o movimento do oceano. As marés determinam quando se pode partir do continente, viajar entre as ilhas e que actividades podem ser realizadas durante o dia.

Entregue-se ao ritmo da natureza e deixe que este determine o que fazer a seguir, como os residentes das Ilhas Quirimbas há séculos, e irá, com certeza, desfrutar ao máximo a sua visita. Uma coisa é certa: esteja preparado para molhar os pés!

 

Como funcionam as marés

A cada 24 horas, há duas marés altas e duas marés baixas. Ao longo de um mês, a amplitude da maré muda: de viva a morta e vice-versa, duas vezes por mês.

Uma maré viva refere-se à “amplitude” da maré durante a lua nova e a lua cheia. A diferença entre as marés baixa e alta (amplitude) nesse período pode ser de até 4,5 metros.

Uma maré baixa – que ocorre sete dias após uma maré viva- refere-se a um período de marés de amplitude moderada, quando o sol e a lua estão em ângulos rectos entre si, e a diferença entre a maré baixa e a maré alta é mínima.

Uma vida ao ritmo das marés

As marés têm uma grande influência na vida das pessoas que habitam as Ilhas Quirimbas. É possível ver mulheres a recolher mexilhões, caracóis e outros pequenos crustáceos em piscinas de maré ou no fundo do mar quando a maré estiver baixa, para vender ou cozinhar deliciosos pratos locais.

Durante a maré baixa, há sempre pessoas a caminhar entre os mangais, apanhando lenha, em áreas autorizadas, ou caminhando entre as ilhas para visitar familiares e amigos.

Em maré alta, é a vez dos pescadores que, nas suas “casquinhas” (pequenas canoas), trazem a captura do dia para a vender nos restaurantes locais ou para alimentar a família.

Compreender as marés faz parte da vida dos residentes das Ilhas Quirimbas, mas os visitantes podem baixar esta aplicação que será, certamente, útil!

Viagens e marés

A maré deve ser verificada antes de partir do continente, pois a viagem a barco só pode ser feita durante a maré alta em Tandanhangue e no Ibo. Se a maré estiver baixa, a espera pelo barco seguinte pode ser longa.

As actividades nas ilhas dependem da maré. Por exemplo, alguns destinos só são acessíveis durante a maré baixa, alguns passeios de barco só podem ser feitos durante a maré alta e, em certas situações, quando a maré está muito baixa, pode ser necessário sair do barco e caminhar um pouco para chegar ao seu destino. Assim, é essencial levar consigo calçado adequado para caminhar sobre os corais. Leia mais na página de Passeios e Actividades e, em caso de dúvida, pergunte no local.